Bem-Estar Corporativo

Gestão de desempenho: o que é e como aplicar em sua empresa

10 de nov. de 2023
Última alteração 10 de nov. de 2023

Todo mundo quer se desenvolver e melhorar naquilo que faz. Isso é natural e muito positivo. Quando uma pessoa não sente vontade de progredir, é um sinal de que algo pode estar errado, seja na vida pessoal ou na profissional.

Mas, se a ideia é avançar, como saber em qual direção? De que forma é possível medir esse avanço? E como saber se houve crescimento, de fato?

No ambiente profissional, a resposta está na gestão de desempenho, uma série de técnicas e práticas voltadas a organizar e estimular o desenvolvimento profissional dos colaboradores, potencializando sua performance individual e gerando resultados positivos para a empresa.

Entender o que é gestão de desempenho e conhecer as melhores formas de aplicar esse conceito no dia a dia do negócio pode ser um fator fundamental para o sucesso da empresa. Este artigo está aqui para ajudar você a compreender essas e outras questões relacionadas à gestão de desempenho.

Lead Magnet_PT-BR.png

O que é gestão de desempenho

Gestão de desempenho é o processo focado em identificar, mensurar e desenvolver a performance individual dos colaboradores. É um conjunto de ações para acompanhar como cada pessoa está realizando suas funções e entender de que forma sua performance pode ser melhorada, ou o que está impedindo algum colaborador de entregar o seu melhor. Ou seja, é uma rotina de gestão de pessoas voltada para potencializar o rendimento da força de trabalho.

Embora pareça um gerenciamento voltado apenas aos interesses da empresa, a gestão de desempenho, na verdade, preza pelo desenvolvimento contínuo de cada indivíduo, buscando ajudá-lo em seu crescimento profissional a partir de recursos disponibilizados pela empresa.

Pilares da gestão de desempenho

A gestão de desempenho trabalha com foco em dois pilares fundamentais:

Comportamentos

Por meio da análise das habilidades técnicas e comportamentais do colaborador, é possível entender como age diante das demandas do trabalho e como aborda os desafios que se apresentam na rotina diária. 

Resultados

Acompanha os resultados que são gerados pelo empenho de cada pessoa e entende se estão alinhados com o esperado (metas), ou se há espaço para melhorias.

Em outras palavras, enquanto o comportamento define o "como", os resultados definem o "o que".

Com a implementação correta de uma gestão de desempenho, cada colaborador pode sentir  mais motivação e estímulo em continuar desenvolvendo suas competências, beneficiando tanto o indivíduo como a empresa.

Qual a diferença entre gestão de desempenho e avaliação de desempenho

Esses dois termos geralmente ocupam espaços próximos no ambiente profissional, podendo até ser confundidos. Mas existem diferenças entre gestão de desempenho e avaliação de desempenho, e elas são simples.

Quando se fala em gestão de desempenho, a abrangência é maior e engloba um posicionamento da empresa a respeito do seu time e de como entende que deve gerenciar a força de trabalho. É uma decisão de cunho estratégico, um modelo de gestão.

Já a avaliação de desempenho é uma das ferramentas usadas pela gestão de desempenho para coletar dados e construir uma visão técnica da performance dos colaboradores, embasada em critérios e metas pré-definidos. É um processo mais específico, que integra uma rotina cíclica e contínua de melhoria de desempenho.

Existem diferentes sistemas de avaliação de desempenho, como a avaliação 360, atendendo às necessidades específicas de cada empresa.

Os benefícios da gestão de desempenho

Uma gestão de desempenho efetiva pode gerar benefícios e vantagens para as organizações. Os números confirmam a importância dessa mecânica para o bem do negócio: 64% das empresas brasileiras possuem algum tipo de gestão de performance em operação. Entre as que ainda não possuem, 74% pretendem implementar essas ações nos próximos dois anos.

A gestão de desempenho gera informações e insights valiosos que podem ser usados pela liderança para uma tomada de decisão mais assertiva. Os resultados obtidos ajudam a promover o reconhecimento dos colaboradores, apontar profissionais com habilidades ocultas ou identificar quais estão prontos para serem promovidos. E mais: os resultados também podem indicar carências na equipe, ajudando o setor de RH a refinar sua estratégia de atração de talentos ou introduzir treinamentos internos para preencher essas lacunas.

Ao compartilhar com a equipe os objetivos da liderança, os colaboradores enxergam mais sentido no que estão fazendo e entendem seu papel para o sucesso da empresa. Isso leva a um alinhamento mais refinado de metas pessoais e institucionais, aumentando as chances de ambas serem alcançadas.

As 4 etapas da gestão de desempenho

Cada empresa possui sua cultura corporativa própria e a gestão de desempenho deve ser aplicada respeitando essa identidade. Talvez a organização precise ajustar ou moldar esse conceito à sua realidade, mas, de forma geral, todo ciclo de gestão de desempenho possui quatro etapas importantes para que funcione da forma ideal. Elas são:

  1. Planejamento e definição de metas

O primeiro passo é planejar. Para isso, além de definir os objetivos a serem alcançados, desenhe os critérios que serão utilizados para avaliar cada colaborador da sua empresa. Isso pode ser feito com a ajuda de um PDI (Plano de Desenvolvimento Individual). Não se esqueça de também considerar os desafios e as metas da companhia como um todo, não só de uma área ou time.

  1. Execução e acompanhamento

Hora de colocar tudo em prática. Para líderes, é importante criar um ambiente em que sua equipe possa desenvolver o que foi acordado anteriormente, a fim de atingir os objetivos propostos. Não se esqueça de acompanhar cada colaborador em sua jornada, auxiliando na correção de rotas, quando necessário.

  1. Avaliação

Nesse momento, você deve agrupar os resultados obtidos e comparar com os critérios e parâmetros estabelecidos na primeira etapa. Determine uma periodicidade para a coleta e análise, criando processos bem definidos na gestão de desempenho.

É aqui que você pode usar avaliações de desempenho para coletar feedback sobre o comportamento e resultados de cada colaborador.

  1. Feedback e proposição de ações

Na quarta e última etapa do ciclo, você deve compartilhar as informações colhidas com seus colaboradores. Essa etapa é tão importante quanto as anteriores: cerca de 87% dos colaboradores estão abertos a “ser desenvolvidos” por seus gestores, mas somente um terço recebe o feedback necessário para isso.

Claro, você pode compartilhar um relatório mais geral para todos, mas é importante fazer encontros individuais com cada integrante da equipe para uma conversa personalizada sobre o desempenho dessa pessoa. 

Vocês podem conversar sobre os comportamentos mostrados, as competências que foram reveladas, os pontos que precisam de atenção e quais os principais obstáculos. Também podem, juntos, estabelecer as bases para um novo ciclo.

Dicas para aplicar a gestão de desempenho em sua empresa

Agora que você já conhece a estrutura básica de um modelo de gestão de desempenho, é hora de implementar essa filosofia com sua equipe. Preparamos algumas dicas e boas práticas que você pode usar para aumentar as chances de sucesso com a gestão de desempenho em sua equipe.

Faça do seu jeito

Apesar da gestão de desempenho ter um formato predefinido e de usar sistemas e métodos de análise conhecidos, isso não significa que receitas prontas funcionarão para todas as empresas. Informações e outros materiais são válidos e costumam ajudar, mas lembre-se de que cabe a você alinhar esses conhecimentos à cultura organizacional da companhia.

Quem não se comunica…

Falhas na comunicação estão entre os principais erros de gestão de pessoas nas organizações. Manter um canal de diálogo ativo e desobstruído com os colaboradores é essencial para o sucesso de sua estratégia.

Procure reforçar como será o processo, quais critérios serão avaliados e os objetivos desse tipo de gestão. Esteja à disposição para esclarecer dúvidas, corrigir imprevistos ou ajustar detalhes. Isso demonstra que você tem interesse no melhor para todos, servindo de apoio para que se saiam bem. 

Motive todos a se engajarem

Desempenho, eficiência, performance, produtividade: são todos termos que se relacionam à motivação. Quando alguém não tem ânimo para buscar o seu melhor, as chances de sucesso diminuem. É importante motivar seu time a buscar os objetivos que foram propostos.

Além disso, já se sabe que pessoas felizes e motivadas trabalham melhor e rendem mais. Investir no engajamento dos colaboradores é bom em todos os sentidos. E uma das formas de fazer isso é investindo no bem-estar integral das pessoas na organização.

Oferecer um bom pacote de benefícios corporativos, por exemplo, atrai talentos e faz as pessoas permanecerem na empresa. Implementar programas de bem-estar também é importante: ajudar as pessoas a se manterem saudáveis e com uma mentalidade positiva impacta na motivação e eleva o envolvimento dos colaboradores com o trabalho.

Estar em um ambiente de trabalho psicologicamente seguro e saudável, onde todos se sentem respeitados e acolhidos, também turbina a motivação da equipe e aumenta as chances de sucesso com a gestão de desempenho. Quando alguém gosta de fazer o que faz, quer sempre melhorar e avançar em sua carreira.

A importância do bem-estar para o desempenho da equipe

Um dos principais objetivos da gestão de desempenho é identificar os motivos que podem impedir colaboradores de realizarem suas tarefas da melhor forma possível. 

Em um ambiente de negócios competitivo, ter uma força de trabalho eficiente pode ser um incrível diferencial de mercado. E se a gestão de desempenho é uma das formas de alcançar isso, investir no bem-estar das pessoas também é. 

Já se sabe que os benefícios podem impulsionar o desempenho da sua equipe: um time confiante, realizado e satisfeito com o trabalho tem uma performance elevada e atinge resultados com mais facilidade. Quem trabalha feliz rende mais e gera 12% a mais de lucro. Ou seja: desempenho e bem-estar andam de mãos dadas.

Uma boa gestão de desempenho passa por uma boa gestão do bem-estar dos colaboradores. Fale com nossos especialistas e saiba como o Gympass pode colaborar para o sucesso da sua estratégia.

Fale com um especialista em bem-estar_BR1.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.