Bem-Estar Corporativo

Team Building: 12 dinâmicas para ajudar a unir sua equipe

21 de jul. de 2023
Última alteração 2 de fev. de 2024

Existe um antigo provérbio, ligado à cultura africana, que diz: “Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá acompanhado”. Ou seja, buscar apenas os interesses individuais pode ser tentador, mas a verdade é que chegamos mais longe ajudando uns aos outros e trabalhando em parceria. E isso vale tanto para a vida pessoal quanto para a trajetória profissional: não se constrói uma carreira de sucesso sem o apoio de outras pessoas.

Vários estudos confirmam essa visão e mostram que as empresas que cultivam um ambiente de trabalho em equipe e promovem um bom relacionamento entre as pessoas têm desempenho superior à média. Para 89% das organizações, a motivação e a felicidade dos colaboradores enquanto desempenham suas funções é crucial para alcançarem melhores resultados. Ao mesmo tempo, já se sabe que quem trabalha feliz pode ser 31% mais produtivo e gerar até 37% mais negócios.

Em outras palavras, se você quer que sua empresa cresça e que sua força de trabalho dê o seu melhor, seus colaboradores não podem agir de forma isolada. É preciso construir um espírito de equipe entre eles. E esse processo, conhecido no mercado de trabalho como “team building”, nem sempre ocorre de forma natural. Mas calma: a boa notícia é que você pode dar um empurrãozinho e ajudar a fortalecer os elos que unem sua equipe.

Por isso, vamos saber mais sobre o que é team building e compartilhar diversas dicas e ideias de atividades que você pode implementar em sua empresa para acelerar a formação de um verdadeiro espírito de equipe entre seus colaboradores. E isso, claro, será benéfico para todas as partes envolvidas.

O Futuro do Trabalho.png

O que é team building?

Team building é um termo em inglês: a palavra team significa time ou equipe, e building quer dizer construção. Isto é, trata-se da construção ou formação de equipes.

Por mais óbvio que pareça afirmar isso, qualquer estratégia, iniciativa, ferramenta ou ação projetada para reunir pessoas e fazê-las colaborar para um objetivo comum pode se enquadrar no conceito de team building. Isso fica muito claro no universo dos esportes e em projetos de cunho social ou ambiental, por exemplo. Mas a formação de equipes também é crucial no mundo dos negócios, onde a personalidade, os interesses e o perfil profissional de quem trabalha junto nem sempre se encaixam de forma natural.

E embora você até possa direcionar sua estratégia de recrutamento para fomentar a coesão da equipe, contratar pessoas sociáveis e extrovertidas seria uma resposta muito simplista para esse desafio. Por um lado, talvez alguns dos seus melhores talentos sejam mais introvertidos e estejam perfeitamente satisfeitos trabalhando com segurança em sua zona de conforto. Por outro, agrupar muitas personalidades fortes em uma mesma equipe pode levar a um cenário de liderança confusa e disputa pelo protagonismo.

Assim, as atividades de team building mais eficazes no ambiente de trabalho são aquelas que incluem e respeitam os perfis de colaboradores introvertidos e extrovertidos de forma natural, estruturada e direcionada a objetivos claros, extraindo o melhor dessa mistura de personalidades.

Mas antes de falarmos sobre como você pode transformar um grupo de indivíduos em uma equipe coesa e bem-sucedida, vamos entender a importância de fazer isso em sua empresa.

Por que investir em team building é tão importante?

Imagine a seguinte situação: você tem muitos projetos, tarefas e compromissos que demandam atenção em sua mesa de trabalho e, ao mesmo tempo, há várias pessoas trabalhando com você, ou para você, que poderiam ajudar a aliviar um pouco esse fardo dos seus ombros. No entanto, em vez de delegar funções e dividir o excesso de trabalho de maneira uniforme, você toma mais uma xícara de café e avança até mais tarde para cuidar de tudo.

Soa familiar, não? Mas por que agimos assim? Talvez a resposta esteja em mais uma conhecida expressão que se ouve por aí: “Se você quer algo bem-feito, faça você mesmo”. Ou seja, é provável que você saiba que fará o trabalho corretamente, mas não tem tanta certeza se sua equipe faria.

Resumindo: é tudo uma questão de confiança. Ou da falta dela.

Em projetos importantes (como a maioria deles são), você precisa saber que pode contar com as pessoas ao seu redor antes de confiar a elas a execução dessas ações. Mas, se existe falta de confiança, isso quase nunca tem a ver com o desempenho inferior de colegas em trabalhos anteriores. Na verdade, só faltaram oportunidades para conhecer melhor quem compartilha os mesmos desafios e objetivos com você. É preciso comunicação, networking e compreensão para gerar o nível de confiança necessário que permite a realização de um trabalho em equipe eficaz. E é aí que as dinâmicas de team building podem ajudar.

Ao trabalharem juntos para desempenhar essas atividades e realizar tarefas de baixo risco, os colaboradores aprendem como cada colega opera individualmente. Eles estabelecem e fortalecem linhas de comunicação entre si e criam novas conexões, não apenas com integrantes do seu departamento, mas até mesmo com pessoas de outros setores e níveis hierárquicos. Com essas conexões, é possível ter uma imagem mais clara dos pontos fortes e fracos de cada um e das habilidades colaborativas de todos.

Quando essa informação fica clara, a confiança surge logo em seguida. E socializar juntos é a chave para isso acontecer.

A interação social melhora a comunicação e a produtividade no ambiente de trabalho. Ao mesmo tempo, quando relações sociais se estabelecem dentro das equipes, geram um entusiasmo genuíno que ajuda a combater o estresse e evitar o burnout.

Mas, fora isso, o processo de team building, por si só, é divertido. Essas atividades demonstram que você aprecia e valoriza sua equipe a ponto de separar momentos de trabalho para que as pessoas se conheçam melhor. Isso ajuda a criar uma cultura corporativa positiva, capaz de atrair e reter os melhores talentos do mercado: para 83% desses profissionais, sentir-se bem no trabalho é tão importante quanto o salário, e 77% pensariam em deixar uma empresa que não prioriza essas questões. Em outras palavras, uma equipe unida e feliz é o melhor remédio para diminuir o turnover em sua empresa.

No final das contas, o que fica claro é que investir em team building deve ser uma prioridade estratégica se você quer motivar seus colaboradores e aumentar o engajamento em sua empresa. Não importa em qual organização você está, ou o mercado em que ela atua, é sempre válido construir uma equipe coesa.

12 atividades de team building para aplicar com sua equipe

Você já sabe o que significa team building e já percebeu como isso é importante. Então, vamos logo ao que interessa?

Aqui estão 12 sugestões de atividades de formação de equipe projetadas para que todos, até mesmo os membros mais introvertidos do time, participem com entusiasmo. Elas foram organizadas em dinâmicas para ambientes internos e externos, inclusive para equipes remotas. Escolha quais se encaixam melhor ao seu contexto e comece a fortalecer o espírito de equipe entre seus colaboradores!

Atividades internas

Sua equipe atua em formato presencial, mas ninguém trouxe o protetor solar? Sem problema. Uma atividade de team building dentro das quatro paredes do escritório pode cair muito bem. Veja estas sugestões que você e seus colaboradores podem desenvolver:

  1. Ilha deserta. Quer exercitar a imaginação da sua equipe enquanto todos colaboram para resolver problemas de forma criativa? Então, a dinâmica que você procura se chama “Ilha Deserta”. Começa assim: separe os colaboradores em grupos e imagine que cada grupo naufragou e se abrigou em uma ilha deserta. Peça aos grupos para selecionarem 10 itens do escritório que levariam consigo para a ilha, classificando cada um em ordem de importância para a sobrevivência dos integrantes. A chave aqui é que os grupos precisarão discutir suas escolhas e chegar a um consenso entre si antes de tomar uma decisão final.
  2. Duas verdades e uma mentira. Essa atividade de team building pode ser aplicada facilmente em diversas situações, ajudando a quebrar o gelo e melhorando a percepção dos colaboradores sobre seus colegas de escritório. Nessa brincadeira, cada participante compartilha (verbalmente ou por escrito) três fatos sobre si, só que duas afirmações devem ser verdadeiras, e uma totalmente falsa. Os outros membros da equipe então precisam analisar as informações, discutir entre si e dizer qual dos três fatos acreditam ser a mentira. Além de dar às pessoas mais tímidas a chance de se abrir um pouco mais, essa dinâmica também inspira boas risadas e torna o clima mais leve entre o time.
  3. Torneios de jogos. Às vezes, a melhor forma de conhecer uma pessoa é batalhando contra ela em uma competição amigável. Monte uma mesa de pingue-pongue, traga jogos de tabuleiro para o escritório, ligue um videogame na sala de descanso ou veja quem se sai melhor em um campeonato de "Pedra, Papel e Tesoura". Torneios desse tipo dão aos membros da equipe a chance de se concentrar em algo que parece importante, mas com baixo risco, sem gerar o estresse do trabalho. E tem mais: esses jogos podem ser realizados em duplas, times ou até mesmo entre diferentes departamentos, oferecendo aos jogadores a chance de socializar entre si e aprender a confiar uns nos outros. Tudo isso enquanto se divertem e enfrentam desafios.
  4. Jogo da memória. Quando alguém tem uma rotina repetitiva no escritório, chegando no mesmo horário todos os dias, fazendo os mesmos trajetos e realizando as mesmas atividades, muitos detalhes do lugar começam a passar despercebidos. Realizar um tipo de jogo da memória pode ser uma forma divertida e interessante de abrir os olhos da equipe para as curiosidades do ambiente em que trabalham.

Essa brincadeira é bem simples: divida os colaboradores em equipes e apresente uma lista de perguntas sobre a planta que está no vaso da recepção, a cor da garrafa de café no refeitório ou a quantidade de cadeiras que rodeiam a mesa na sala de reuniões. Cada time terá um tempo para exercitar sua memória e responder às perguntas, e os participantes precisarão chegar a um acordo sobre suas respostas.

Atividades externas

Um pouco de sol e ar fresco fazem bem a todo mundo, e aos seus colaboradores também, claro. Levar a equipe para fora do escritório e desenvolver exercícios de team building ao ar livre é uma maneira divertida e saudável de fortalecer os relacionamentos profissionais. Conheça estas sugestões que separamos:

  1. Atividades de bem-estar. Sair um pouco do ambiente de trabalho pode fazer maravilhas para o bem-estar mental de uma pessoa, e você pode potencializar esse efeito promovendo atividades físicas ao ar livre como parte de sua estratégia de team building. Zumba, ioga, alongamento, meditação guiada: as possibilidades são infinitas, bem como os benefícios envolvidos. E além dessas ações focadas em formação de equipes, você pode incentivar ainda mais a saúde física e mental dos colaboradores investindo em um programa de bem-estar para sua empresa.
  2. Caça ao tesouro. Uma boa brincadeira de caça ao tesouro pode ser revigorante para sua equipe. Defina qual é o território incluído no jogo (pode ser um parque urbano, por exemplo) e organize seus colaboradores em equipes para procurar ou fotografar todos os itens da lista que precisam ser coletados. Os grupos precisarão se coordenar internamente e delegar funções a cada pessoa para aumentar as chances de terminar em primeiro lugar.
  3. Serviço comunitário. Muitas pessoas gostariam de contribuir mais com a comunidade, mas não têm tempo para isso ou não sabem como ajudar quem precisa. E é aí que você entra em ação: procure reservar um dia de trabalho para envolver sua equipe em um projeto de serviço comunitário ou social. Pode ser uma caminhada beneficente, uma ação de plantio de mudas, uma limpeza de um parque ou de uma praia. Qualquer atitude que melhore sua comunidade vale. Prestar serviço comunitário faz as pessoas sentirem que sua ação causou um impacto positivo. E como se isso não bastasse, também fortalece os laços de equipe enquanto todos unem esforços em prol de uma causa altruísta.
  4. Campo minado. Uma atividade totalmente focada na construção de confiança: crie um campo minado em um espaço aberto, com itens que não podem ser tocados ou pisados. Depois, separe a equipe em duplas: uma pessoa usa uma venda nos olhos, e a outra será o guia. Quem está vendado não pode falar, e o desafio é atravessar o campo minado sem esbarrar nas “minas”, apenas recebendo direções e orientações verbais do guia. A dupla que cruzar a linha de chegada primeiro, sem pisar nas minas, vence a brincadeira.

Atividades remotas

Equipes remotas são cada vez mais comuns. Se seus colaboradores estão espalhados pelo país (ou pelo mundo), trabalhando em home office ou em espaços de coworking, isso não é motivo para deixá-los de fora de seu programa de team building! As atividades remotas de formação de equipe dependem de uma infraestrutura simples (como uma boa conexão de internet e um kit de microfone e câmera) e podem ser ótimas para incentivar a união corporativa durante o trabalho à distância. Que tal estas ideias abaixo?

  1. Jogos online. Vivemos em uma era de ouro dos jogos online estilo “multijogador”, com várias opções envolventes e fáceis de jogar. E eles podem se tornar uma ótima dinâmica de team building para seus colaboradores. Existem alternativas de games cooperativos em plataformas baseadas na nuvem, e também divertidos jogos multijogador para baixar no celular e jogar com mais usuários. Os temas são os mais diversos: de esportes a batalhas épicas, passando por quebra-cabeças colaborativos. É só escolher um tipo de jogo, orientar como pode ser acessado e definir regras para pontuar os resultados individuais ou por equipes.
  2. De quem é esse escritório? Nesta divertida atividade, cada membro de sua equipe remota tira uma foto de seu espaço de home office e envia para você. Depois, é só compartilhar essas imagens anonimamente em um grupo de WhatsApp ou canal de Slack e pedir que as pessoas tentem adivinhar de qual colega é aquele espaço de trabalho. Esse jogo é um ótimo quebra-gelo e também ajuda a revelar um lado mais pessoal dos colaboradores remotos. Se alguém não se sentir à vontade para compartilhar fotos do seu ambiente de trabalho, tudo bem. É só adaptar a brincadeira para focar em objetos de trabalho, como canetas, calculadoras, cadeiras e canecas, entre outros.
  3. Caça ao tesouro virtual. Em uma caça ao tesouro virtual, você fornece aos membros de sua equipe remota uma lista de itens para encontrar e trazer para a frente da câmera. Um moderador ou juiz acompanha quais objetos foram encontrados por quais equipes, declarando o vencedor da caçada quando uma pessoa (ou grupo) localizar todos os itens da lista. Dividir os colaboradores em equipes estimula a colaboração e a união entre eles conforme se organizam para buscar os itens solicitados.
  4. Quiz. Jogos de perguntas e respostas se tornaram muito famosos ultimamente e podem ser uma forma incrível de gerar team building em sua equipe. Essas brincadeiras em estilo trivia ou quiz divertem seus colaboradores remotos e dão a eles a chance de mostrar seus conhecimentos sobre os mais diversos assuntos aleatórios. Já existem muitas ferramentas online que permitem a você criar e compartilhar esses concursos no estilo “game show”. Para deixar tudo ainda mais interessante, você pode criar um quiz com curiosidades específicas sobre a empresa e listar perguntas sobre a história da organização, quantidade de clientes e número de colaboradores, por exemplo. Daí é só convidar as pessoas para jogar remotamente.

Conclusão

A força do seu negócio está nos seus colaboradores, e a força dos seus colaboradores está nos laços que compartilham entre si. Atividades de team building são maneiras eficazes de promover interações positivas entre as pessoas da equipe e consolidar relacionamentos profissionais fortes, construídos com base na confiança. E quando isso acontece, a produtividade, a lucratividade e a retenção de talentos também aumentam.

Mas as dinâmicas de formação de equipe são apenas o começo desse processo. Se você sente que é hora de levar a cultura organizacional da sua empresa ainda mais longe, fale hoje mesmo com um especialista em bem-estar do Gympass. Nossos programas de atividades físicas e recursos terapêuticos são focados na saúde física e mental de sua equipe e oferecem o suporte necessário para que seus colaboradores se mantenham saudáveis, felizes e engajados em buscar o melhor para si mesmos e para a empresa.

Fale com um especialista em bem-estar_BR2.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.