Bem-Estar Corporativo

Perguntas de entrevista de emprego: o que deve ser avaliado

23 de ago. de 2023
Última alteração 16 de fev. de 2024

Dentre todos os processos de responsabilidade do departamento de Recursos Humanos, talvez o recrutamento e a seleção sejam dos mais complexos. Além de acertar os requisitos da vaga com a área solicitante, é preciso divulgar a oportunidade nos canais apropriados, fazer a triagem dos currículos e convidar as pessoas para a entrevista. E é nesse momento que você deve pensar em que perguntas fazer para encontrar o profissional certo para a posição em aberto.

As perguntas de entrevista de emprego ajudam você a filtrar quem realmente tem o perfil adequado para a função. Isso evita frustrações futuras, reduz o turnover, poupa o retrabalho e elimina gastos desnecessários com treinamento básico.

falta de preparo das pessoas está entre os erros mais comuns em entrevistas de emprego, de acordo com a Michael Page. Ainda segundo a consultoria em recrutamento, profissionais de alto nível sabem gerenciar sua carreira e se destacam dos demais candidatos por conseguir responder com exatidão e segurança ao que está sendo perguntado. Portanto, se você quer atrair talentos para a sua empresa, deve elaborar questões para avaliar se os valores individuais estão alinhados à cultura corporativa, se os objetivos de carreira são condizentes com o que você oferece e se os entrevistados têm as habilidades técnicas e comportamentais necessárias para ocupar o cargo.

Checklist de RH para os primeiros 90 dias de um novo colaborador.png

7 exemplos de boas perguntas para fazer durante a entrevista de emprego

É pouco provável que você encontre a pessoa ideal para preencher uma vaga em aberto. Mas é preciso tentar achar alguém com características o mais próximo possível da descrição do cargo. Por meio de boas perguntas, você consegue afunilar o leque de opções e descartar perfis incompatíveis. Confira esta lista com 7 perguntas úteis para fazer durante a entrevista de emprego, por que são importantes e o que elas pretendem avaliar:

“Fale sobre você”

Essa talvez seja a pergunta mais comum nas entrevistas de emprego, mas é bastante conveniente para você examinar como os candidatos se expressam e identificar alguns traços de personalidade evidentes: extroversão, insegurança, tranquilidade ou impaciência, por exemplo. É também a primeira oportunidade para verificar se as pessoas conseguem estabelecer uma conexão empática com você, ou seja, se sabem criar rapport. Por fim, você deve observar se as qualidades, atitudes ou ações descritas pelos entrevistados têm correlação com a vaga anunciada.

“Por que você quer trabalhar aqui?”

Esse é outro questionamento muito recorrente em entrevistas de emprego e serve para você entender melhor o que motivou as pessoas à candidatura e o grau de interesse na função. Considere o quanto os candidatos pesquisaram sobre a empresa e se os valores estão alinhados à cultura organizacional. Além disso, é importante avaliar se as pessoas têm planos de crescimento em longo prazo e sondar se o intuito é permanecer e contribuir para que a empresa alcance os resultados desejados.

“Quais são seus pontos fracos?”

Essa costuma ser uma das perguntas mais temidas pelos candidatos, pois exige maturidade e autoconhecimento. É uma excelente oportunidade para você avaliar o comportamento das pessoas diante de obstáculos e o que fazem para melhorar e se desenvolver. O foco aqui é identificar se os profissionais têm dificuldades para trabalhar em equipe, se relacionar com colegas ou cumprir prazos; se sabem gerenciar o tempo ou se conseguem propor ações para resolver conflitos de maneira amigável e diplomática.

“Por que devemos contratar você?”

Esse é outro tópico interessante para você entender melhor as qualificações dos candidatos, que nem sempre estão descritas com detalhes no currículo. É importante correlacionar as conquistas alcançadas e os resultados obtidos com o perfil desejado para o cargo. Além disso, pessoas com fit cultural compatível com a missão, a visão, os valores e os objetivos estratégicos da empresa tendem a se sentir mais satisfeitas, motivadas e engajadas no trabalho. Isso evita a rotatividade e quedas no desempenho e na produtividade.

“Qual livro você está lendo no momento?”

Perguntas sobre hobbies e interesses pessoais são ótimas para verificar o quanto as pessoas estão preocupadas com seu crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional. Também vale investigar se fazem algum tipo de atividade física ou se cuidam da saúde mental. As respostas servem de base para você identificar se o plano de benefícios corporativos oferecido atenderá às expectativas individuais ou se é necessário pensar em soluções de bem-estar para atrair talentos de alto nível.

“Como você lida com a pressão no trabalho?”

Esse questionamento serve para você entender se os candidatos usam a criatividade e a inovação para contornar obstáculos. Também é importante explorar se têm facilidade de adaptação às mudanças, flexibilidade para fazer horas extras em situações específicas e se sabem estabelecer limites para não prejudicar sua produtividade. Pessoas emocionalmente estáveis conseguem gerenciar o estresse, organizar sua rotina e encarar os problemas como oportunidades de aprendizado e amadurecimento.

Por que você quer deixar seu emprego atual?

Essa é uma boa pergunta para saber como os candidatos se sentem em relação à atual empregadora, aos colegas e aos gestores. É importante avaliar se falam das lideranças e da equipe de maneira respeitosa e imparcial, e se a sua conduta é ética e profissional. Empatia, gentileza e colaboração são alguns dos pilares para promover um ambiente de trabalho psicologicamente seguro e saudável para todos.

Como conduzir uma entrevista de emprego

A entrevista de emprego é uma etapa crucial nos processos seletivos. É quando você tem a chance de conhecer os candidatos pessoalmente, saber mais sobre suas habilidades, bem como decidir se têm o perfil adequado para a função e atitudes condizentes com as políticas da empresa. Assim, após definir quais serão as perguntas, é importante considerar as seguintes ações:

Prepare o ambiente

É preciso deixar as pessoas confortáveis para responder às questões com tranquilidade. Até mesmo profissionais experientes podem demonstrar insegurança em um ambiente intimidador. Procure reservar uma sala com antecedência, certifique-se de que não haverá interrupções, providencie papel, caneta, água e outros materiais que possam ser úteis durante a conversa e faça algumas perguntas para quebrar o gelo inicial.

Aposte na objetividade

Embora todos os envolvidos tenham se comprometido em participar da entrevista, é fundamental valorizar o tempo das pessoas. Por isso, aposte na objetividade: se apresente, faça uma breve introdução da empresa e relembre os principais pontos da vaga em questão. Se possível, informe sobre a remuneração, a jornada de trabalho e os benefícios oferecidos. Deixe os candidatos se expressarem livremente, mas não ao ponto de desviar o foco da conversa.

Faça anotações

É muito provável que alguns pontos chamarão a sua atenção (de maneira positiva ou não). Tenha à mão papel e caneta, ou mesmo o currículo do candidato impresso, para anotar diferenciais e inconsistências. Por vezes, a decisão final sobre quem deve ocupar a vaga é feita com base em pequenos detalhes. Atente-se para que a escolha seja pautada na pluralidade, obedecendo às diretrizes de diversidade, equidade e inclusão promovidas pela empresa.

Esclareça as dúvidas

Ao final da entrevista de emprego, reserve um tempo para os candidatos fazerem perguntas. Boa parte das dúvidas está relacionada à rotina de trabalho, às oportunidades de carreira e às próximas etapas do processo de recrutamento e seleção. Tente esclarecer os questionamentos com honestidade e transparência, sem criar falsas expectativas de contratação, e agradeça as pessoas pela participação.

Conclusão

Um levantamento feito pela Robert Half revelou que 57% das pessoas empregadas levam os benefícios em consideração ao aceitar uma proposta de trabalho e, caso não sejam suficientes, negociam o valor do salário.

Isso significa que, ao elaborar as perguntas de entrevista de emprego, você deve incluir questões que abordem o grau de satisfação com o plano de benefícios atual ou anterior e tentar suprir essa necessidade.

E se você ainda tem dúvidas sobre como estruturar um programa completo, que ofereça vantagens de bem-estar, saúde e qualidade de vida aos seus atuais e futuros colaboradores, converse com um especialista em bem-estar da Gympass hoje mesmo.

Fale com um especialista em bem-estar_BR2.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.