Bem-Estar Corporativo

Atração de talentos: estratégias de RH que geram contratações

26 de jul. de 2023
Última alteração 17 de out. de 2023

A população brasileira está acostumada à ideia de que um emprego com carteira assinada traz segurança e estabilidade financeira. Por isso, muitas pessoas buscam uma oportunidade de entrar para uma empresa e ter um trabalho formal para chamar de seu. Só que também há uma parcela da sociedade que prefere avaliar melhor as ofertas de salário, benefícios e condições de trabalho, pois vem investindo tempo e dinheiro em qualificação profissional.

Além disso, a rápida adesão ao trabalho remoto durante a pandemia foi uma amostra de como pode haver mais flexibilidade no dia a dia de profissionais de diversos segmentos. Quando o mundo começou a se recuperar e as empresas tentaram retomar as operações no modelo anterior, muitas pessoas não quiseram voltar ao antigo estilo de vida.

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Inteligência em Pesquisa e Consultoria Estratégica (IPEC) apontam que 76% da população do Brasil quer acordos mais flexíveis com seus contratantes, que permitam trabalhar em casa e fazer o próprio horário – o que também está no radar de quem seleciona opções de emprego.

Isso significa que o Brasil vai manter um movimento intenso de demissões voluntárias, seguindo o fenômeno da Grande Renúncia que afetou outras partes do mundo? Talvez. Mas fica a lição de que as pessoas estão repensando suas prioridades e já não se sentem compelidas a manter ou aceitar um emprego sem que suas necessidades e expectativas sejam atendidas.

Então, como o seu processo de atração e seleção profissional pode ser bem-sucedido? E quais estratégias de RH fazem diferença na hora de montar ou completar o quadro de colaboradores de sua empresa? Aqui, você encontra uma análise detalhada sobre atração de talentos, com dicas para planejar, aprimorar e mensurar os resultados.

Desenvolva um programa de bem-estar que aumenta a retenção de talentos.png

O que é atração de talentos?

O significado de atração de talentos parece simples, principalmente para quem trabalha com recursos humanos. Em linhas gerais, talentos são profissionais com qualificações desejáveis no mercado de trabalho, que podem ser atraídos para que se tornem seus funcionários.

Entretanto, esse conceito envolve mais do que o recrutamento e pode contar com diferentes processos, ferramentas e pessoas com a atribuição de localizar, atrair e integrar talentos que atendam às necessidades da empresa.

Qual é a diferença entre atração de talentos e recrutamento

A atração de talentos permite que a empresa coloque as pessoas certas nos cargos certos. Esse também é o foco do recrutamento, mas há uma diferença marcante entre os processos:

  • O recrutamento nem sempre é voltado para o longo prazo e, em muitas situações, busca atingir um certo número de colaboradores ou preencher vagas abertas com as melhores opções disponíveis, para atender o que a empresa precisa em curto prazo. Isso é de grande valor em um país com uma alta taxa de desemprego, ainda que possa haver pouca procura até no caso de algumas oportunidades para iniciantes.
  • A atração de talentos até pode envolver técnicas de recrutamento, mas apenas como parte do processo. Afinal, seu ciclo é contínuo e bem mais abrangente em termos de prazo e objetivos, tais como contratar CEOs, líderes de departamento ou mesmo analistas com qualificações específicas que geram dificuldade de preencher vagas em determinados segmentos do mercado de trabalho.

Enfim, além de recrutar pessoas que a empresa precisa para manter suas operações, as estratégias de atração de talentos servem para identificar e integrar à empresa quem tem o perfil ideal e a motivação necessária para impulsionar os negócios.

Quais são as vantagens de atrair talentos em vez de apenas recrutar

Atrair talentos requer mais atenção, paciência e investimento no processo de contratação quando comparado ao recrutamento para solucionar uma necessidade básica. Por outro lado, isso pode oferecer as seguintes vantagens para a empresa:

A equipe tem impacto no sucesso da organização

Cada pessoa que faz parte da equipe de uma empresa impacta seus indicadores de sucesso, quer elas tenham poderes em nível executivo ou estejam estagiando antes de se formar na faculdade. De iniciantes a líderes, a tendência é que os melhores talentos sejam altamente engajados e comprometidos com os resultados que podem alcançar. Com isso, sua abordagem para a atração de talentos também é um fator determinante para o sucesso da empresa.

A qualidade profissional incentiva o crescimento em longo prazo

A atração de talentos é comparável ao cultivo de boas sementes, que levam a um crescimento futuro e à colheita de bons frutos. Assim, a empresa pode dar um passo além ao contratar pessoas perfeitamente adequadas a funções importantes para aumentar a sua lucratividade, além de melhorar a imagem no mercado.

O foco na qualidade também pode ser a base de uma rede de contatos com profissionais notáveis em diferentes áreas, que pode suprir com mais rapidez alguma necessidade de recrutamento mais refinado. Isso pode agilizar o processo de contratação de colaboradores, ajudando a economizar tempo e recursos que podem ser realocados pela empresa.

A aquisição de talentos ajuda a reduzir riscos

Ao contratar pessoas para completar o quadro de colaboradores, considere os riscos que a empresa poderia ter como resultado da colocação de profissionais desqualificados em certas funções ou do comportamento de pessoas desengajadas no trabalho. É nesse sentido que a aquisição de talentos se relaciona com a segurança da equipe.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) estimam que os gastos gerados por doenças e acidentes ocupacionais atingem o patamar de 300 bilhões de reais todos os anos. Portanto, as estratégias de RH para atração de talentos também ajudam a proteger a economia da empresa.

A produtividade aumenta com as pessoas certas nos papéis certos

Contratações certeiras fazem grande diferença para a empresa, criando um ambiente positivo capaz de melhorar a produtividade dos colaboradores. Pessoas qualificadas tendem a ser mais engajadas no trabalho, e isso representa uma boa influência no comportamento da equipe, já que os baixos níveis de engajamento de funcionários no Brasil geram custos que podem chegar a 150 bilhões de reais por ano.

Quer evitar que sua empresa contribua para manter ou elevar esse número? A abordagem certa para a aquisição de talentos é um ótimo ponto de partida.

Etapas importantes no processo de aquisição de talentos

Cada empresa tem as próprias expectativas sobre a aquisição de talentos. Considerando as eventuais diferenças de abordagem, o processo pode ter etapas como as descritas abaixo.

  1. Defina as necessidades da empresa

Mais do que preencher vagas abertas na empresa, é preciso ter uma visão bem clara das necessidades em relação ao papel desempenhado nos cargos disponíveis. Isso requer um trabalho em conjunto com as lideranças de departamento e/ou equipes envolvidas em processos que dependem dessas contratações. Com isso, vocês podem definir melhor quais são as habilidades, experiências, especializações ou outros fatores essenciais em cada perfil.

  1. Monte um banco de talentos

Embora seja possível encontrar excelentes profissionais apenas anunciando os empregos ou pesquisando perfis no LinkedIn, é possível aumentar as chances de fazer as contratações ideais montando um banco de talentos para a empresa. Você pode incluir colaboradores atuais que se destacam para eventuais promoções internas, pessoas indicadas por membros da equipe ou que já foram selecionadas para entrevistas anteriormente, além de outros critérios valorizados na cultura organizacional.

  1. Comece a atração e seleção de talentos

Ao iniciar o processo de atração e seleção de talentos, é possível fazer contatos por meio de redes sociais, comunidades online e outros canais que permitam a conexão com profissionais com especialização que possam se interessar em assumir o cargo em aberto. Desenvolva um pacote competitivo de remuneração e benefícios corporativos para funcionários, buscando destacar as vantagens da cultura da empresa e proporcionar uma experiência positiva para quem aceita participar das seletivas. Aproveite para manter os contatos das pessoas que não atendem a todos os requisitos, mas podem entrar no banco de talentos para consideração futura.

  1. Conduza entrevistas

Com as necessidades definidas e um perfil traçado para preencher a vaga, crie um processo de entrevista que permita identificar habilidades relevantes e outros fatores para revelar o potencial de encaixe das pessoas entrevistadas. Você pode incluir testes e dinâmicas de grupo para refinar ainda mais os parâmetros de avaliação.

  1. Confira as referências

Às vezes, uma pessoa se dá bem na entrevista de emprego e parece ter o perfil adequado para o cargo, mas acaba frustrando as expectativas da empresa. Isso acontece porque há questões que não são levadas em conta ao longo do processo de seleção. Para reduzir as chances de contratar profissionais que não se encaixam bem no papel esperado, consulte as referências dos candidatos. Isso ajuda a formar uma opinião mais clara sobre os pontos fortes e fracos da pessoa, trazendo mais elementos a ponderar em sua decisão.

  1. Refine sua seleção

Suas percepções são valiosas ao decidir quem contratar, mas é bom que elas sejam apoiadas por dados. Crie um sistema de classificação para selecionar e comparar as candidaturas mais promissoras. Dessa forma, você vai ter bons argumentos para amparar sua escolha ou apresentar as melhores opções para a diretoria ou demais líderes com poder de decisão.

  1. Integre novos talentos à equipe

Você encontrou a pessoa certa para um emprego? É hora de fechar a contratação e preencher aquela vaga. É possível que alguns talentos peçam para rever ou negociar termos do contrato, então veja até que ponto a empresa pode estar aberta a esse tipo de negociação. E assim que tudo estiver resolvido e registrado, começa o processo de integração (onboarding).

Como avaliar o impacto da aquisição de talentos

É importante avaliar as estratégias de RH para trazer os talentos certos para a equipe, pois isso ajuda a enfrentar desafios como a falta de pessoas com as habilidades necessárias para o desempenho de certas funções. Só para você ter uma ideia, 75% das empresas reportam a escassez de talentos, segundo um levantamento global de 2022.

Estes são exemplos de métricas e indicadores-chave de desempenho (KPIs) que você pode considerar na avaliação do processo para atrair e contratar pessoas habilitadas:

  • Tempo para contratar, ou seja, a duração média entre o contato inicial com tais profissionais e a aceitação da oferta.
  • Custo de contratação, em média, incluindo os gastos em processos de recrutamento, integração, além de levar em conta quaisquer perdas de produtividade que possam ser atribuídas à falta de uma pessoa naquele papel durante o processo de contratação.
  • Índice de rendimento, mensurado pela porcentagem de candidaturas que avançam no processo e resultam em contratações.
  • Qualidade da contratação, uma estimativa do valor geral que novos talentos trazem para a empresa (com base em taxas de rotatividade de pessoal e métricas individuais de desempenho no trabalho e adequação à cultura da empresa).
  • Taxa de retenção de funcionários, considerando a porcentagem de contratações de colaboradores que permanecem no emprego por um período específico.

Principais estratégias de RH para atração de talentos

As estratégias recomendadas a seguir podem servir como ponto de partida para sua empresa encontrar, atrair e conquistar profissionais com as qualificações ideais para compor o quadro de funcionários:

Construa uma cultura de empresa que marque presença

Por mais que as pessoas trabalhem para ganhar dinheiro, o salário não é a única coisa que move a atração e retenção de talentos. Em uma pesquisa conduzida pelo Glassdoor com profissionais do Brasil, 61% consideram a cultura corporativa mais importante do que o salário em termos de satisfação no trabalho, e 81% querem entender a cultura de uma empresa antes de aceitar uma oferta de emprego.

Construir uma cultura empresarial forte e atraente é parte da solução, mas lembre-se de que isso precisa ter visibilidade. Portanto, faça com que a empresa marque presença nas redes sociais e em eventos relevantes, divulgue notícias, publique conteúdo de qualidade no site e aproveite os canais disponíveis para promover essa cultura e conquistar contratações alinhadas a ela.

Mantenha a empresa competitiva (e criativa) com benefícios

Quem avalia as oportunidades de emprego quer saber quais são os benefícios oferecidos ao quadro de funcionários. Inovar no pacote de benefícios pode ser uma maneira fantástica de inclinar a balança a favor de sua empresa e posicioná-la melhor no mercado de trabalho. A dica é privilegiar recursos que despertam interesse ou já estão no radar das pessoas no perfil ideal para as contrações, com destaque para os benefícios flexíveis, planos de previdência, auxílio estudantil e outras formas de melhorar a experiência dos colaboradores da empresa.

Treine e promova o pessoal interno

Como mencionado antes, montar um banco de talentos torna mais fácil o acesso a pessoas qualificadas para preencher as vagas que surgirem. E pode ser que você encontre profissionais que entendam as expectativas e a cultura da empresa... porque já trabalham nela! Então, antes de anunciar suas ofertas de emprego ou fazer novos contatos, confira os registros sobre o pessoal interno para ver se há alguém com o perfil ideal para a vaga.

Um estudo feito no Brasil indica que a maioria dos colaboradores reconhece quando a empresa está aberta às movimentações internas, mas quase metade das pessoas entrevistadas não se sentem encorajadas pela gestão. Efetivar estagiários ou promover profissionais bem treinados para um novo cargo também é uma forma de mostrar que a empresa valoriza sua equipe e oferece oportunidades de avanço na carreira.

Crie um programa para indicação de profissionais

Um programa de indicação de funcionários estabelece incentivos para a recomendação de novas pessoas à empresa. Essa estratégia de RH pode encurtar o processo de seleção, diminuir o tempo de inatividade associado à contratação, melhorar o engajamento e a retenção de colaboradores, além de atrair talentos em sintonia com a cultura organizacional.

Em um caso publicado recentemente, cerca de 20% das vagas preenchidas são resultado desse tipo de programa, com recompensas baseadas na contratação das pessoas indicadas e critérios quanto ao prazo mínimo de permanência no emprego – o que contribuiu para reduzir a taxa de rotatividade de tais profissionais (5%) em relação ao restante da equipe (18%).

Ofereça benefícios voltados ao bem-estar das pessoas

Embora essa estratégia esteja conectada à gestão de benefícios, um pacote com recursos para o bem-estar da equipe também tem um importante papel na atração de talentos. Abordar a saúde física e mental do quadro de funcionários vem se tornando um grande diferencial para as contratações, ainda mais com o impacto da pandemia nos últimos anos. Em uma recente pesquisa global, 93% das pessoas entrevistadas no Brasil afirmam pensar na atenção das empresas à saúde mental e bem-estar da equipe quando consideram uma oportunidade de emprego.

Conquiste seus objetivos

A atração de talentos envolve mais do que um número aleatório de novos colaboradores, e você pode adotar estratégias sólidas de RH para lidar com isso. Fortaleça a cultura da empresa, valorize as ofertas de emprego com um pacote atraente de benefícios e prepare-se para encontrar (e manter) as pessoas certas no quadro de funcionários.

E que tal começar hoje mesmo? Consulte a equipe de especialistas em bem-estar do Gympass e entenda como um bom programa de saúde e bem-estar pode ajudar você a fechar as melhores contratações.

Fale com um especialista em bem-estar_BR2.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.