Total Rewards: a estratégia de RH que eleva a atração, a retenção e o engajamento de colaboradores

2 de jun. de 2023
Última alteração 11 de abr. de 2024

Imagine esta cena: você está fazendo uma entrevista de emprego e tem à sua frente a pessoa ideal para uma vaga que está difícil de preencher. Tudo vai muito bem, até a pessoa perguntar sobre remuneração e benefícios…

Quem trabalha com recursos humanos sabe que essa situação pode ser um balde de água fria se a empresa não tiver um pacote competitivo. Afinal, uma oferta abaixo da média pode atrapalhar (e muito) a aquisição de novos profissionais, além de fazer com que o quadro atual de colaboradores sinta-se desvalorizado e injustamente remunerado. 

No cenário pós-pandemia, os pedidos de demissão voluntária indicam uma rotatividade de 15% nas vagas com carteira assinada no Brasil. São quase 500 mil pessoas por mês deixando seus empregos, muitas vezes em razão de baixos salários, poucas oportunidades de crescimento na empresa ou em busca de melhor qualidade de vida.

Por sorte, um programa de Total Rewards pode ser a arma secreta das equipes de RH para lutar contra essa tendência. 

Banner do canal do WhatsApp 'Gympass Para Empresas'

O que é uma estratégia de Total Rewards

Quando alguém pergunta o que é Total Rewards, não basta fazer uma tradução desse termo em português. Apenas dizer “remunerações totais” ou “recompensas totais” não deixa claro que se trata de todo o ecossistema de vantagens, monetárias e não monetárias, que cada colaborador recebe da empresa onde trabalha.

Uma boa estratégia de Total Rewards costuma ser uma combinação de benefícios e serviços, como salários competitivos, seguro de vida, programas de bem-estar, sistemas de reconhecimento e recompensas, além de oportunidades de desenvolvimento profissional.

Quando a empresa oferece aos colaboradores uma gama de vantagens, serviços e recompensas diversificada o suficiente para atender às necessidades e preferências únicas de cada colaborador, consegue melhorar a retenção de talentos e elevar o moral e a produtividade das equipes.  Além disso, uma boa estratégia de Total Rewards consolida a marca da organização no mercado de trabalho, o que ajuda na hora de contratar ou promover alguém.

Em geral, o responsável por planejar e implementar a estratégia de Total Rewards junto à liderança da empresa é o departamento de recursos humanos. Depois de chegar a um consenso sobre o pacote, a empresa calcula o valor para cada colaborador e garante a distribuição equitativa para toda a força de trabalho.

Por que é importante oferecer um pacote de Total Rewards

Um pacote atraente de Total Rewards pode ter um grande impacto na capacidade de uma empresa de contratar, reter e até mesmo motivar sua equipe.

Atração de talentos

Uma boa estratégia de Total Rewards ajuda a empresa a atrair profissionais disputados no mercado de trabalho por seu nível de qualificação. Por exemplo, 80% das pessoas entrevistadas para o estudo Tendência em Benefícios Corporativos de 2022/23 acreditam que os benefícios de saúde financeira fazem diferença ao escolher uma empresa para trabalhar.

Através de um pacote diversificado de benefícios capaz de atender às necessidades únicas de cada colaborador, a empresa se torna mais competitiva na busca de talentos e constrói uma marca sólida no mercado de trabalho, elementos fundamentais de uma estratégia de aquisição de talentos.

Porém, apenas ter um bom programa de Total Rewards não basta, é preciso promovê-lo e divulgá-lo: no processo de anúncio de vagas, durante a contratação e para os atuais colaboradores.

Retenção de colaboradores

Somente entre maio e agosto de 2022, cerca de 2,9 milhões de brasileiros deixaram seus empregos por iniciativa própria. Isso é um reflexo da aceleração de mudanças no cenário do trabalho por conta da pandemia, segundo o relatório de estudos econômicos da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), que também destaca “um desejo crescente por maior equilíbrio entre trabalho e qualidade de vida”.

A rotatividade de pessoal leva ao aumento dos custos de contratação e treinamento de novos colaboradores, além de estar entre as causas da diminuição da produtividade e do engajamento. Por isso, a liderança de RH deve evitar que a empresa perca bons profissionais por deixar de oferecer benefícios que contribuem para a retenção de talentos e entusiasmam a equipe.

Aumento de produtividade

É fácil entender como adotar o conceito de Total Rewards pode impulsionar boas contratações e manter as pessoas na empresa por mais tempo. Por outro lado, os dados também indicam que os pacotes de remuneração e benefícios podem aumentar a produtividade.

No Brasil, o estresse financeiro está entre os principais fatores que prejudicam o desempenho no trabalho. Entre outros dados do estudo conduzido por uma fintech de previdência privada, 54% dos trabalhadores afirmam perder o foco durante o expediente por preocupações com suas finanças.

Combinando uma remuneração justa e o apoio a colaboradores por meio de benefícios patrocinados pela empresa, um bom plano de Total Rewards pode trazer melhorias em termos de produtividade e saúde mental.

Guia definitivo de RH.png

Qual é a diferença entre Total Rewards, remuneração e benefícios

É natural que as pessoas tenham dúvidas sobre o que significa remuneração e qual o papel dos benefícios em uma empresa. E, mesmo para quem entende o que é remuneração total, vale a pena destacar o que diferencia esses conceitos:

  • Total Rewards: faz referência à remuneração total, incluindo os salários e todos os tipos de benefícios que as empresas oferecem a seus colaboradores. Logo, a remuneração e os benefícios (monetários ou não) são elementos que fazem parte da remuneração total.
  • Remuneração: esse termo geralmente é usado para se referir ao pagamento que a pessoa recebe do ponto de vista financeiro, ou seja, os valores de salário, horas extras, comissões etc.
  • Benefícios: geralmente se referem à oferta de benefícios corporativos, serviços, vantagens e recompensas não monetárias aos colaboradores (por exemplo, convênio médico, programas de bem-estar, previdência privada, desenvolvimento profissional e até uma vaga na garagem).

Podemos dizer que Total Rewards é um termo guarda-chuva e remuneração e benefícios são subgrupos.

Quais são os principais elementos de um pacote de Total Rewards?

A decisão sobre o que pode fazer parte de um pacote de Total Rewards depende de diversos fatores, da atração e retenção de talentos ao fortalecimento da reputação da empresa no mercado de trabalho e até negociações sindicais. Estes são alguns tipos de remuneração que a equipe de recursos humanos pode considerar:

  1. Remuneração ou gratificações monetárias, como salário, ajuda de custos, bônus, programas de participação em lucros, comissões etc.
  2. Benefícios ou gratificações não monetários, como planos de saúde, previdência privada corporativa e convênios com empresas, entre outros serviços e comodidades.
  3. Iniciativas de bem-estar pessoal e profissional, para promover a qualidade de vida da equipe com opções como trabalho flexível, folgas e acesso a academias e serviços de bem-estar, como o Gympass.
  4. Programas de reconhecimento, que prestigiam o cumprimento de metas ou outras realizações, além do tempo de serviço ou outro tipo de reconhecimento personalizado.
  5. Oportunidades de desenvolvimento de carreira, por meio de treinamentos, programas de mentoria e intercâmbios profissionais, entre outras formas de promover o engajamento e o aprendizado dos colaboradores.

O mix de benefícios e gratificações que sua empresa oferece pode determinar o tipo de colaborador que ela atrai. Por exemplo, profissionais da Geração Z têm um foco maior no “salário emocional” que podem receber para que se sintam felizes no trabalho, priorizando aspectos como flexibilidade de horários, diversidade e cuidados com a saúde mental e o condicionamento físico, mas isso não significa que a qualidade de vida profissional tenha menos importância do que o salário.

Sendo assim, a escolha do que oferecer no pacote de Total Rewards deve equilibrar valores, vantagens e benefícios que seus colaboradores atuais (e futuros) desejam.

Total Rewards em quatro passos

Como vimos, o sucesso de um programa de Total Rewards depende da combinação certa de elementos para atender aos desejos e necessidades de seus colaboradores. É importante adotar planejá-lo de forma estratégica para que ele também se alinhe aos valores e objetivos da empresa. Um processo de quatro etapas pode ajudar a criar um programa de Total Rewards de impacto: 

  1. Avaliar o que a empresa já oferece aos colaboradores

A tendência na maioria das empresas é que a remuneração e os benefícios se desenvolvam e evoluam ao longo do tempo, em vez de serem planejados de forma estratégica desde o início. Se este for o caso da sua empresa, o primeiro passo é avaliar o que ela atualmente oferece aos colaboradores para saber se o atual pacote está alinhado aos objetivos da empresa.

Para entender melhor a dinâmica atual, é interessante fazer uma pesquisa de satisfação com as pessoas que trabalham na empresa e saber o que elas mais valorizam e o que gostariam que melhorasse no pacote de benefícios não monetários, além de abrir espaço para opiniões sobre formas de reconhecimento profissional e identificação com o perfil da empresa.

A ideia é comparar essas opiniões ao que a empresa oferece e detectar possíveis pontos de melhoria ou inequidades.  Ao final desse processo, você vai ter uma visão mais ampla do que oferece, se está alinhado à estratégia geral da empresa e indicações de como deve ser o seu novo sistema de Total Rewards.

  1. Elaborar o novo sistema de Total Rewards

Depois, é hora de desenhar o novo sistema de Total Rewards para atrair e engajar colaboradores. É uma boa ideia priorizar iniciativas de Total Rewards que tragam ROI, impacto positivo para os objetivos da empresa e que coloquem a empresa em um bom lugar no mercado de trabalho.

Nesta etapa do processo, é interessante avaliar os seguintes aspectos:

  • Quais são os nossos valores e como o programa de Total Rewards pode ajudar a atrair pessoas que compartilham deles?
  • Que tipo de comportamento gostaríamos de estimular com o nosso Total Rewards?
  • O que nossos colaboradores desejam em termos de benefícios e remuneração?
  • Qual seria o valor desse pacote e quanto ele geraria de eficiência operacional?

Depois que a proposta for aprovada pela liderança da empresa, é hora de colocá-la em prática.

  1. Planejar e lançar

Uma estratégia de Total Rewards precisa ser implementada com transparência, atenção e cuidado. Afinal, essa mudança não deve gerar preocupações em seus colaboradores quanto à estabilidade financeira e ao bem-estar no trabalho.

Para minimizar a ansiedade e desentendimentos, o ideal é começar a divulgar a nova estratégia bem antes da implementação. Pode ser interessante pedir a ajuda de gestores de áreas para coletar feedback e opiniões, fazer apresentações sobre o tema aos colaboradores, esclarecer quais serão os próximos passos e disponibilizar um canal aberto aos colaboradores para perguntas e dúvidas.

Uma transição gradual também pode ser uma boa ideia, principalmente quando a equipe de RH é enxuta e precisa lidar com muitas atribuições. Nesse caso, a dica é lançar um elemento por vez, à medida que a equipe for se sentindo mais confortável com a novidade.

  1. Monitorar e ajustar

Assim como acontece com outras iniciativas da gestão de RH, é importante monitorar os planos de Total Rewards ao longo do tempo e, eventualmente, fazer ajustes para atender melhor aos anseios dos colaboradores e alcançar novas metas da empresa.

Por exemplo, você pode se basear em feedbacks e relatórios gerenciais para aprimorar a distribuição de benefícios flexíveis e tornar mais eficiente o esquema geral de recompensas, encarando isso como uma solução dinâmica, que pode ser adaptada e evoluir ainda mais.

Acompanhe as tendências em Total Rewards

Uma empresa pode cumprir com o que se espera ao oferecer um bom salário como remuneração e benefícios atraentes, mas talvez seja preciso dar um novo passo para se destacar em um mercado competitivo. As pessoas querem mais e você pode adotar uma estratégia sob medida para isso.

Promover o bem-estar dos colaboradores por meio de atividades físicas e de apoio à saúde mental faz parte das tendências em Total Rewards. E, além de acolher as necessidades da equipe, isso também pode fazer bem para a produtividade e a reputação da empresa. Para saber mais, converse com a equipe de bem-estar do Gympass.

Fale com um especialista em bem-estar_BR2.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.