Bem-Estar Corporativo

Como criar uma estratégia de remuneração e benefícios

27 de jun. de 2023
Última alteração 17 de out. de 2023

Sim, é verdade: as pessoas querem receber um pagamento justo pelo trabalho que fazem. Mesmo seus colaboradores mais leais buscam por algo primordial no trabalho: remuneração e benefícios. De fato, um levantamento conduzido pela Robert Half em 2022 aponta que 49% das pessoas entrevistadas gostariam de mudar de emprego e, para 37% desse total, o motivo é justamente a busca por melhores salários.

Isso mostra que, mais do que nunca, os profissionais esperam ser tratados E recompensados de maneira justa, não apenas com um salário competitivo, mas com benefícios, férias e folgas remuneradas também. As lideranças das empresas e profissionais de RH têm a importante responsabilidade de garantir que os benefícios oferecidos aos colaboradores atendam a essas expectativas, mas que o salário também esteja de acordo com o mercado e com a realidade econômica, em especial quando estamos diante de desafios como o recente fenômeno da Grande Renúncia.

Pode não ser uma tarefa simples ou fácil, mas não precisa ser um pesadelo: sempre há como criar uma estratégia competitiva de remuneração e benefícios para oferecer o melhor aos seus colaboradores. Neste artigo, trazemos dicas importantes que podem ajudar nessa missão!

O que é uma estratégia de remuneração e benefícios?

É um plano que descreve como a empresa “compensa” seus colaboradores pelo trabalho que eles fazem, tanto através do salário em como através dos benefícios e, em geral, detalha os objetivos que a empresa definiu para oferecer a remuneração adequada para as áreas e cada pessoa e de que forma a empresa avaliará os colaboradores quanto ao seu desempenho, qualificações e outros aspectos.

O principal objetivo de qualquer estratégia de remuneração e benefícios é atender às necessidades dos colaboradores e recompensá-los pelo trabalho que fazem e resultados que alcançam, o que reflete em grande parte a cultura e o sucesso da empresa.

Qual é a importância de uma estratégia de remuneração e benefícios?

O mercado de trabalho está mais complexo e competitivo do que nunca e, por isso, uma estratégia de remuneração e benefícios é uma das melhores formas para atrair as pessoas certas e recompensá-las pelo desempenho de suas atividades. Algumas das vantagens de ter uma política salarial e um programa de benefícios empresariais estruturados são:

Retenção de funcionários

O sucesso de uma empresa depende, em grande parte, da retenção de funcionários. Porém, os melhores colaboradores apenas continuam em uma empresa cuja cultura os agrade. A política salarial afeta diretamente o clima organizacional que, por sua vez, reforça e reflete a estratégia de remuneração e benefícios. Quando as necessidades das pessoas são atendidas, elas têm melhor desempenho no trabalho e não ficam sempre em busca de um novo emprego que se adeque melhor ao seu estilo de vida. Se a sua empresa deseja manter os melhores profissionais, ofereça remuneração e benefícios competitivos.

Motivação e engajamento de colaboradores

Uma das grandes preocupações das lideranças é compreender como motivar funcionários e manter as equipes engajadas. Uma estratégia de remuneração e benefícios eficaz não apenas contribui para a retenção de talentos, mas também ajuda a melhorar o desempenho e o comprometimento com os resultados operacionais. As pessoas se sentirão valorizadas e reconhecidas por seus esforços, sabendo que estão sendo remuneradas de forma justa, o que, consequentemente, pode levar ao aumento da produtividade.

Atração de talentos

A atração de talentos não se dá a partir de uma descrição de cargo atraente, mas por meio de uma política de remuneração e benefícios adequada aos perfis profissionais que você deseja contratar. Equipes de alta performance buscam empresas que ofereçam oportunidades de crescimento, projetos desafiadores e planos de carreira consistentes, bem como benefícios competitivos. Por isso, se você procura pessoas qualificadas, deve pagar o que elas valem. Isso significa pesquisar e planejar com precisão que salários, vantagens e recompensas você deve oferecer para quem pode fazer a diferença na sua empresa.

Tipos de estratégias de remuneração e benefícios

Cada empresa tem autonomia para criar sua própria política de remuneração e benefícios, e a estratégia deve estar alinhada aos valores e aos objetivos organizacionais. De maneira geral, alguns elementos importantes que devem estar presentes são:

Remuneração ou salário-base

Embora sejam conceitos bastante similares, existe diferença entre salário e remuneração. Enquanto o salário (ou salário-base) representa o valor bruto pago pela prestação de serviços em decorrência do contrato de trabalho, a remuneração é a soma de todas as vantagens recebidas, incluindo salário, horas extras, adicionais de insalubridade e periculosidade ou gratificações. Seja qual for a forma de pagamento, você precisa garantir compensações financeiras competitivas. Para tanto, sites especializados ou empresas de consultoria em RH podem ajudar por meio de relatórios salariais e tendências do mercado de trabalho. Assim, você terá ideia de como a sua estratégia de remuneração e benefícios se comporta em comparação com a de concorrentes.

Bônus

Os bônus são uma recompensa monetária adicional para pessoas excepcionais, que superam as expectativas da empresa e merecem algum tipo de reconhecimento no trabalho. São uma ótima maneira de manifestar apreço e mostrar aos colaboradores que você admira seus esforços. Essa prática também contribui para aumentar a produtividade.

Outras recompensas e benefícios

  • Comissões: são destinadas às pessoas que concluem tarefas específicas com êxito, como vender um determinado número de produtos ou serviços.
  • Horas extras: a hora extraordinária faz parte do rol de benefícios trabalhistas e é um direito de todas as pessoas que trabalham em conformidade com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Contudo, não é uma forma de remuneração adicional recorrente e precisa ser previamente acordada entre as partes, pois seu objetivo é atender a necessidades circunstanciais ou urgentes.
  • Participação nos lucros e resultados (PLR): algumas organizações optam por conceder benefícios espontâneos aos seus colaboradores em razão dos lucros obtidos em determinado período.
  • Folgas remuneradas: empresas podem conceder folgas a seus colaboradores, sem que esses dias sejam descontados das férias devidas, do salário mensal ou do banco de horas.
  • Benefícios corporativos: incluem uma série de serviços, como programas de bem-estar, assistência médica, plano odontológico e a possibilidade de trabalhar remotamente.

Como desenvolver uma estratégia de remuneração e benefícios

Se você não sabe por onde começar, as dicas a seguir podem ser o primeiro passo na construção de uma estratégia de remuneração e benefícios.

  1. Defina a filosofia de remuneração e benefícios

Qual será a sua abordagem de remuneração e benefícios diante do mercado? Existem três opções possíveis: liderar o mercado, ficar atrás do mercado ou acompanhar o mercado.

  • Liderar o mercado: para liderar o mercado, você deve adotar uma abordagem agressiva com relação à sua estratégia e oferecer salários e vantagens acima da média, o que é ótimo para atrair e reter talentos.
  • Ficar atrás do mercado: é o oposto de liderar e, geralmente, é a filosofia adotada por pequenas empresas ou por organizações sem fins lucrativos (ONGs), que não conseguem conceder salários mais competitivos, mas podem usar alguns recursos financeiros para criar incentivos e outros benefícios.
  • Acompanhar o mercado: essa abordagem nivela a sua organização a outras empresas do setor, que compensam seus colaboradores de forma justa para que tenham um bom desempenho.

  1. Avalie a estratégia atual de sua empresa

Como é sua estratégia atual de remuneração e benefícios? Verifique se a política vigente está alinhada à filosofia adotada e, caso necessário, proponha os devidos ajustes.

  1. Analise a descrição de cargos e salários da empresa

Certifique-se de que as descrições de cargos e os anúncios de novas vagas obedeçam a critérios previamente estabelecidos, e que todas as informações estejam atualizadas e em concordância com a filosofia de remuneração e benefícios definida.

  1. Explore dados do mercado e pesquisas salariais

Dados de mercado e pesquisas salariais são excelentes fontes para comparar a remuneração oferecida com a praticada pela concorrência. Consulte sites especializados, páginas de empresas voltadas à assessoria em Recursos Humanos e o próprio portal do Ministério do Trabalho, onde consta o total de admissões, desligamentos e a remuneração média para determinada ocupação.

  1. Determine uma política de remuneração

Sua política de pagamentos dependerá das necessidades da empresa e pode variar de acordo com a posição na hierarquia organizacional. Com uma filosofia de remuneração e benefícios, você pode escolher entre pagar salários fixos mensais ou recompensar com base em competências, habilidades ou em razão de metas alcançadas. Nessa fase, você também deve definir os critérios para a concessão de aumento salarial e para o pagamento de bônus e comissões.

  1. Reavalie seus benefícios empresariais

Você também precisa apurar a efetividade da gestão de benefícios de sua empresa. Conceder premiações, oferecer benefícios flexíveis e pensar em alternativas criativas e inovadoras, além do salário fixo, podem impulsionar a estratégia de remuneração e agregar personalização às necessidades de uma força de trabalho diversificada. Procure descobrir o que os colaboradores mais desejam no pacote de benefícios.

  1. Compare a descrição de cargos e salários com as competências de cada colaborador

Você deve comparar as responsabilidades e habilidades necessárias para cada cargo com os talentos de cada pessoa na empresa. Para isso, use as informações que constam na política de remuneração, além dos dados coletados em pesquisas salariais, e correlacione cada cargo à faixa salarial apropriada.

Alterar faixas salariais significa que você também precisa examinar como colaboradores atuais serão enquadrados. As pessoas cujos salários estão abaixo da nova faixa devem ter seus ganhos ajustados, enquanto aquelas cuja remuneração está acima devem permanecer com os ganhos inalterados.

  1. Revise a sua estratégia

Sua estratégia de remuneração e benefícios deve atender a alguns requisitos previstos em lei para garantir que a empresa não seja alvo de multas ou ações trabalhistas. Portanto, é preciso consultar a Constituição Federal e a CLT para evitar eventuais problemas. Também é uma boa ideia pedir ajuda ao departamento jurídico ou a uma empresa de advocacia terceirizada para avaliar se sua estratégia segue todas as regulamentações pertinentes.

Por fim, não deixe de comunicar qualquer alteração na estratégia de remuneração e benefícios à equipe executiva da empresa de modo a prever e impedir possíveis impactos em outros processos, setores ou atividades.

  1. Divulgue o plano aos colaboradores

Você deve comunicar claramente a nova estratégia de remuneração e benefícios à equipe e permitir que as pessoas façam perguntas. Organize uma reunião com todos os colaboradores para compartilhar o plano e disponibilizar recursos para consulta posterior. Use os sistemas internos disponíveis para encaminhar e-mails, reforçar as informações e gerar entusiasmo. Lembre-se de ser transparente, especialmente se as faixas salariais estiverem mudando.

Próximos passos

Agora você já sabe tudo sobre remuneração e benefícios! Ou, pelo menos, você tem mais preparo para compensar sua equipe de maneira justa, o que significa pessoas mais felizes e melhores negócios. Caso queira oferecer benefícios mais competitivos, tenha um programa de bem-estar que realmente atenda às necessidades dos colaboradores. Consulte um especialista em bem-estar para conhecer os melhores programas para a sua empresa.

Fale com um especialista em bem-estar_BR2.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.