Bem-Estar Corporativo

Como usar uma pesquisa de pulso para impulsionar sua equipe

13 de dez. de 2023
Última alteração 13 de dez. de 2023

No momento de tomar importantes decisões corporativas, é natural ter dúvidas. Isso pode acontecer por vários motivos, em particular quando o desenvolvimento ou o bem-estar dos seus colaboradores está em jogo. Ao lidar com sua equipe, é importante saber como coletar feedback que pode ser usado para investir no capital humano da empresa.

Até porque, quando alguém toma decisões baseadas somente em sua visão e experiência pessoais, corre o risco de admitir vieses inconscientes que podem levar a escolhas equivocadas. Por outro lado, quando você fundamenta estratégias e decisões em dados e insights de outras pessoas envolvidas, é capaz de fazer uma gestão mais assertiva e inteligente. 

E é por isso que as chamadas pesquisas de pulso têm crescido em popularidade no mundo corporativo. Confira a seguir o que é uma pesquisa de pulso e por que é uma ferramenta tão valiosa, saiba como funciona e veja dicas de como aplicá-la em sua empresa.

Lead Magnet_PT-BR.png

O que é uma pesquisa de pulso

Uma pesquisa de pulso é um questionário rápido e eficaz feito com os colaboradores, por meio do qual as lideranças podem compreender como estão determinadas questões na empresa.

A pesquisa de pulso é uma ferramenta fundamental para a gestão de pessoas, pois permite medir indicadores e métricas que podem ajudar a implementar melhorias contínuas e contribuir para um ambiente de trabalho saudável e engajador. 

Como funcionam as pesquisas de pulso

As pesquisas de pulso atuam como uma espécie de checagem periódica, ao acompanhar o andamento de tópicos como satisfação da equipe, funções e responsabilidades, comunicação, transparência, relacionamentos interpessoais, liderança e ambiente de trabalho.

Em geral, as pesquisas têm de 5 a 15 perguntas e são conduzidas com uma certa periodicidade (quinzenal, mensal, bimestral etc.). Por isso, não consomem muito tempo e são fáceis de responder. 

As pesquisas de pulso são bastante úteis para a equipe de Recursos Humanos, já que o feedback recebido pode ajudar o time a decidir quais áreas precisam de atenção e a formar a base de medidas regulares que contribuem para a melhoria das condições de trabalho da equipe. E isso pode ajudar com o aumento dos níveis de motivação, desempenho, produtividade e engajamento de todos.

Diferença entre pesquisa de pulso e pesquisa de clima

pesquisa de clima organizacional é uma avaliação das percepções e do engajamento dos colaboradores, com o objetivo de compreender o ambiente de trabalho, coletar feedback sobre a gestão da empresa e identificar oportunidades de melhoria em diferentes setores. Por ser mais abrangente, costuma ser realizada poucas vezes ou apenas uma vez ao ano.

Já as pesquisas de pulso são bem menores e geralmente direcionadas a um tópico específico, o que permite que sejam aplicadas com uma frequência maior, conforme necessário.

A importância da pesquisa de pulso para o clima organizacional

Uma pesquisa de pulso ajuda você a identificar rapidamente quaisquer problemas na organização e questões que possam impactar a satisfação, o bem-estar e a produtividade dos seus colaboradores.

Veja algumas das principais vantagens que pesquisas de pulso podem oferecer à sua empresa:

  • Feedback constante: já que você é quem define a frequência com que as pesquisas de pulso são enviadas, é possível ter uma visão melhor de como estão os temas específicos da empresa no momento. Não é preciso esperar por relatórios e avaliações semestrais ou anuais.
  • Cultura positiva: uma organização que se concentra em ouvir seus colaboradores, e em criar as condições que estimulem o desenvolvimento profissional e a inovação, cria uma cultura corporativa mais positiva e acolhedora.
  • Impacto de acontecimentos recentes: com pesquisas conduzidas de forma consistente, você poderá saber se um acontecimento, interno ou externo, teve impacto sobre sua equipe e seus índices de referência.
  • Importância da opinião dos colaboradores: ao enviar essas pesquisas de pulso com frequência, você mostra aos colaboradores que a empresa valoriza o que eles têm a dizer.
  • Tempo de conclusão rápido: por serem curtas e simples, essas pesquisas não consomem muito tempo e permitem que os colaboradores forneçam opiniões sinceras pontualmente.
  • Altas taxas de resposta: como as pesquisas de pulso são rápidas e fáceis de responder, as empresas normalmente observam taxas de resposta maiores do que questionários menos frequentes e mais extensos.
  • Comunicação aberta: ser capaz de expressar seus pensamentos, preocupações e motivações é importante em um ambiente corporativo. Ao mostrar aos membros da sua equipe que você se preocupa em ouvi-los, as pessoas se sentirão mais à vontade para se expressar de forma honesta.
  • Maior engajamento dos colaboradores: ao solicitar regularmente o feedback dos membros da equipe e incentivar o engajamento positivo, você estimula o aumento da satisfação no trabalho, redução das taxas de turnover, combate ao absenteísmo, melhoria da produtividade, alto desempenho e maior lucratividade dos negócios.

Como aplicar pesquisas de pulso em sua empresa

Veja algumas dicas e recomendações para ajudar você a elaborar e aplicar pesquisas de pulso de forma efetiva em sua empresa:

  1. Defina um tópico específico e o público-alvo

O primeiro passo para elaborar uma avaliação desse tipo é determinar o tópico a ser abordado e os objetivos desejados. Para isso, é preciso reconhecer quais questões são mais relevantes para sua equipe no momento.

Esse também é o momento de definir para qual grupo a pesquisa será voltada, seu público-alvo. Essa pesquisa será para toda a empresa, equipes específicas ou um grupo pequeno de amostragem? As respostas para tais perguntas dependerá do tópico escolhido e dos seus objetivos.

  1. Estabeleça a recorrência

É importante lembrar que não há uma recorrência ou periodicidade padrão para aplicar uma pesquisa de pulso, uma vez que isso dependerá de necessidades específicas de cada equipe. 

Se você quiser acompanhar o sentimento cotidiano dos colaboradores, por exemplo, pesquisas semanais ou quinzenais fazem mais sentido. Caso queira monitorar o desempenho em projetos, você pode coordenar a pesquisa para que coincida com datas de entrega ou com reuniões periódicas com as lideranças.

  1. Elabore questões objetivas e claras

Selecione até 15 perguntas que você gostaria que seus colaboradores respondessem sobre o tema escolhido. O número de questões pode variar de acordo com a frequência da pesquisa; em geral, quanto mais frequente ela for, menor deve ser o questionário. 

Quanto menos perguntas e quanto mais objetivas forem, melhores serão os índices de participação. No entanto, lembre-se de que essas são apenas recomendações. Na prática, tudo depende das circunstâncias e necessidades de cada momento.

Além disso, as questões devem ser curtas e elaboradas de forma simples e objetiva. É recomendado evitar termos técnicos, jargões e outras expressões que possam dificultar a compreensão.

As perguntas podem ser abertas, com respostas de múltipla escolha, dicotômicas (com duas respostas opostas, como 'sim' e 'não') ou baseadas em escalas de classificação, como é o caso da escala Likert. Essa última opção, por sinal, é bastante usada em pesquisas de pulso.

  1. Divulgue a pesquisa

Antes de enviar a pesquisa, informe seus colaboradores sobre seu objetivo, o que será feito com o feedback recebido e se é anônima ou não. Isso pode ser feito por e-mail, postado em murais, boletins informativos, na intranet da empresa ou em qualquer outro meio de comunicação de preferência. Nesse momento, é importante reforçar que a participação e a contribuição de cada um são valiosas.

Por sinal, é recomendado que haja um incentivo geral para alcançar um alto nível de adesão às pesquisas de pulso, para melhorar o aproveitamento. Procure envolver as lideranças, de modo que sejam um exemplo a ser seguido.

  1. Use uma ferramenta de gestão

Usar uma ferramenta de RH ou de gestão de pesquisas torna o processo mais eficiente. Além disso, ajuda você a definir os termos para o questionário, sua aplicação, a análise dos resultados, assim como o registro e a documentação das informações coletadas. Isso também ajuda a enviar a pesquisa em uma data e horário que sejam mais convenientes para os colaboradores. Há diversas opções no mercado, com diferentes recursos e vantagens.

  1. Analise as respostas e compartilhe os resultados

Após concluída a pesquisa, analise as respostas recebidas. Reflita sobre os pontos positivos e identifique as áreas que precisam de melhoria. É recomendado acompanhar os dados de tendências, visualizando como os resultados em cada área evoluirão ao longo do tempo. Essas informações podem orientar futuras tomadas de decisão na empresa.

Além disso, é recomendado compartilhar os resultados mais relevantes com todos. Isso é uma forma simples, porém eficaz, de reforçar que as pessoas foram ouvidas e de ajudar a manter taxas de participação positivas.

  1. Elabore planos de ação

Talvez esta seja a etapa mais importante da pesquisa de pulso. Afinal, seus colaboradores dedicaram tempo para dar o feedback solicitado. É importante que você ouça o que foi dito e use essas informações para tomar medidas concretas. O ideal é desenvolver um plano de ação que inclua metas com prazos definidos e estabelecer uma pessoa responsável pelo cumprimento delas.

Cuide do bem-estar da sua equipe para manter um clima saudável

Além de saber a opinião dos colaboradores sobre os mais variados assuntos, um dos aspectos que têm uma enorme influência no cotidiano da empresa é o bem-estar. Quando o assunto é investir na força de trabalho, o Panorama do Bem-Estar Corporativo 2024 aponta que iniciativas voltadas para o bem-estar integral estão entre os benefícios corporativos mais procurados pelos profissionais. Inclusive, são considerados tão importantes quanto o próprio salário. 

Quando sua empresa investe na qualidade de vida e no bem-estar da equipe, contribui diretamente para uma relação harmoniosa entre a vida pessoal e profissional das pessoas. Isso pode turbinar os resultados no trabalho e ajuda a cultivar um ambiente acolhedor e  saudável.

Converse com um dos nossos especialistas em bem-estar para saber como o Gympass pode ajudar você a levar mais saúde e bem-estar para a sua equipe.

Fale com um especialista em bem-estar_BR2.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.