Bem-Estar Corporativo

Recursos Humanos: qual exatamente é o papel do RH?

12 de set. de 2023
Última alteração 22 de jan. de 2024

Quantas vezes você ouviu as pessoas dizendo: “converse com o RH”, “é melhor se informar no departamento de Recursos Humanos”, “o pessoal do RH deve ajudar você com isso”? Estes são comentários comuns no ambiente de trabalho, mas será que toda a equipe sabe quais são as funções de quem atua no setor?

Neste guia, trazemos uma série de informações que ajudam a formar um panorama sobre o papel do RH nas empresas e sua evolução para se alinhar às novas tendências em Recursos Humanos.

Guia definitivo de RH.png

A importância do RH e dos Recursos Humanos

RH não é só a sigla formada pelas iniciais de Recursos Humanos. Também chamamos de RH o departamento responsável por encontrar, treinar, remunerar e dar o devido suporte aos colaboradores de uma empresa. Mas esse conceito vem evoluindo bastante desde a sua origem no início do século XX...

O termo Recursos Humanos é citado pela primeira vez em 1893 no livro “A Distribuição da Riqueza”, do economista norte-americano John Commons. Pouco tempo depois, surgem os departamentos com esse nome nas indústrias, e a gestão do capital humano começa a se popularizar em outros segmentos da economia. E no cenário atual, o RH é encarado como um departamento estratégico para empresas com os mais variados portes e modelos de negócios.

A equipe é o coração pulsante em qualquer ambiente de trabalho, e o departamento de Recursos Humanos está diretamente envolvido nisso. Da formação do quadro de funcionários à adoção de medidas com foco na qualidade de vida dos colaboradores, o RH contribui para que as pessoas e as empresas alcancem o melhor desempenho possível.

O papel do RH nas empresas

O departamento de Recursos Humanos é responsável por todas as coisas relacionadas às pessoas em uma empresa. E não são poucas coisas. Como o papel do RH é muito abrangente, vamos dividi-lo em quatro categorias e detalhar cada uma delas a seguir.

Formação da equipe

Ao criar algum tipo de produto ou serviço e estabelecer uma empresa, logo surge a necessidade de contratar colaboradores, e essa é uma das funções do RH. O departamento atua em diferentes etapas para formar e manter a equipe ideal em uma empresa:

  1. Planejamento. O RH tem a responsabilidade de analisar e definir as necessidades de contratação, bem como traçar metas e estratégias tangíveis com a aquisição de talentos.
  2. Recrutamento. O departamento prepara o que é necessário para recrutar profissionais para preencher as vagas disponíveis na empresa. Isso costuma envolver a divulgação em sites de emprego e nos canais da empresa, o recrutamento interno (que apresenta uma série de vantagens para a empresa) e indicações feitas pela equipe.
  3. Contratação. Além de selecionar novas pessoas para integrar a equipe, o departamento de Recursos Humanos é responsável pela negociação das ofertas de emprego com base nos planos de remuneração e benefícios (que serão abordados logo mais).
  4. Integração. O RH tem a função de preparar as pessoas recém-contratadas para iniciar o trabalho, com orientações claras e o apoio necessário para que elas tenham uma ótima experiência nesse momento. Um processo de onboarding eficaz tem retorno mensurável para a empresa e facilita a integração de novos colaboradores à equipe.

Ainda em relação ao quadro de colaboradores, o RH deve garantir a aplicação correta das normas e disposições legais. Estes são alguns exemplos importantes:

  • Direitos trabalhistas
  • Princípios antidiscriminatórios
  • Cálculos baseados no salário mínimo
  • Protocolos sanitários em vigor
  • Normas de segurança no trabalho

Portanto, mais do que montar uma equipe e preencher vagas, o RH acolhe e protege os colaboradores da empresa.

Remuneração e benefícios

Os salários e os planos de benefícios estão entre os principais fatores ao considerar um novo emprego. Por isso, as estratégias de remuneração também são da alçada do departamento de RH — dos sistemas de tecnologia que possibilitam os pagamentos até a escolha de um leque de benefícios corporativos para atrair talentos e manter a equipe engajada no trabalho.

Um desafio de caminhada da empresa? O reconhecimento de quem se destaca por seu desempenho no trabalho? Benefícios que os colaboradores realmente querem e podem usar com autonomia? Tudo isso é missão do RH. E, claro, o departamento também é responsável por comunicar e fornecer explicações sobre tudo o que faz parte da remuneração oferecida aos colaboradores.

Políticas internas

As políticas e diretrizes adotadas pelas empresas esclarecem o que se espera (e o que não se espera) dos colaboradores em relação a diversos temas. Cabe ao departamento de RH elaborar e zelar pelo cumprimento de políticas internas, tais como:

  • Códigos de conduta
  • Planos de carreira
  • Políticas de sustentabilidade
  • Políticas de inclusão e diversidade
  • Diretrizes para a comunicação online

Relacionamento com a equipe

O departamento de Recursos Humanos é visto como uma ponte entre colaboradores e líderes nas mais altas esferas das empresas. Às vezes, isso acontece por meio de mediação e resolução de conflitos. Mas o papel do RH no relacionamento com a equipe tem muito mais a ver com a atenção ao bem-estar dos colaboradores e a sensação de apoio e pertencimento que isso traz.

Em um estudo global, que inclui o Brasil, 77% dos profissionais afirmam que sairiam do emprego se percebessem que a empresa não é comprometida com o bem-estar da equipe, e nada menos do que 83% dos colaboradores consideram o bem-estar tão importante quanto o salário. Além disso, 90% das empresas que mensuram o retorno sobre o investimento (ROI) de seus programas de bem-estar consideram que o impacto é positivo.

Tipos de cargo do departamento de RH

Com tantas diferenças entre as empresas, é natural que a configuração dos cargos se adapte a cada caso. Algumas companhias contam apenas com um gerente de Recursos Humanos, enquanto outras podem ter uma equipe de 20 profissionais de RH no departamento. E ainda há a opção do RH terceirizado e de nomenclaturas diferentes para as funções.

Por isso, os exemplos abaixo se referem aos cargos que tipicamente podem fazer parte de um departamento de RH, conforme as necessidades, objetivos e tamanho da empresa, claro.

Cargos relacionados à hierarquia do RH

  • Vice-presidente de RH ou CHRO (Chief Human Resources Officer): é o cargo de mais alta liderança no departamento de Recursos Humanos. Essa pessoa se reporta ao CEO e fica por dentro dos negócios da empresa para criar e implementar estratégias organizacionais.
  • Diretor de RH: a pessoa que ocupa esse cargo geralmente supervisiona as relações com os colaboradores, a equipe, a folha de pagamento, os benefícios e tudo o que for necessário para que as coisas corram bem no departamento.
  • Gerente de RH: é um cargo generalista, que envolve processos de contratação, treinamento, onboarding e avaliações de desempenho, entre outras funções. Nas empresas menores, quem é gerente de Recursos Humanos pode ter mais responsabilidades.
  • Coordenador de RH: quem atua neste cargo procura garantir que os processos funcionem como esperado, além de ajudar na elaboração de políticas e implementação de decisões das lideranças do departamento.

Cargos de RH na área de recrutamento

O recrutamento pode fazer parte do escopo de outros cargos de RH nas empresas de menor porte, mas estes são exemplos de cargos específicos nessa área:

  • Recrutador sênior: é a pessoa que lidera uma equipe de recrutadores nas empresas maiores, ou fica responsável pelo processo de recrutamento e seleção profissional em empresas de médio e pequeno porte que não usam serviços terceirizados de RH para preencher suas vagas.
  • Gerente de recrutamento: é responsável por supervisionar a equipe de recrutadores e gerenciar as estratégias de contratação e recrutamento. Em algumas empresas, quem ocupa esse cargo lida com o processo de contratação sem contar com recrutadores.

Cargos de especialistas em RH

O departamento de RH pode ter cargos com foco em áreas estratégicas para a gestão de Recursos Humanos. Estes são alguns exemplos:

  • Especialista em benefícios: desenvolve programas e pacotes de benefícios, além de cuidar da comunicação e do que for preciso para que a equipe aproveite ao máximo a estratégia da empresa. E os benefícios realmente importam para contratados e contratantes: em um levantamento recente, 54% dos colaboradores afirmam preferir um emprego com bons benefícios em vez de focar apenas no salário.
  • Especialista em Total Rewards: atua no desenvolvimento e gestão da estratégia de Total Rewards da empresa, ou seja, o modelo de remuneração que abrange as compensações monetárias e não monetárias oferecidas aos colaboradores.
  • Especialista em desenvolvimento humano e organizacional: se concentra no treinamento da equipe e no desenvolvimento profissional de colaboradores e líderes segundo a cultura da empresa. Profissionais dessa área podem usar estratégias específicas de aprendizado e até técnicas inovadoras, como a gamificação, para melhorar o clima organizacional.

Conclusão

O RH é importante para as empresas e as pessoas que trabalham nelas. Mais do que agregar bons profissionais à equipe, esse departamento tem o papel de proporcionar uma boa experiência aos colaboradores e cuidar do ambiente de trabalho para que todos se sintam seguros, satisfeitos e motivados.

Converse com um dos especialistas do Gympass e descubra como podemos ajudar o seu RH a desenvolver um programa de benefícios em saúde e bem-estar para alavancar o desempenho dos seus Recursos Humanos.

Fale com um especialista em bem-estar_BR2.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.