Bem-Estar Corporativo

Trabalho remoto: o que é e como ajudar sua força de trabalho a manter o bem-estar em dia?

31 de out. de 2023
Última alteração 31 de out. de 2023

A pandemia de coronavírus em 2020 provocou inúmeras mudanças no mundo corporativo, dentre elas, a consolidação do trabalho remoto como alternativa viável não só durante o isolamento social.

71% dos colaboradores esperam que o ambiente de trabalho se torne mais informal ou flexível nos próximos anos. Esse dado pode servir de alerta às lideranças e ao departamento de Recursos Humanos, já que o índice de satisfação no trabalho é maior entre as pessoas que atuam em modelos híbridos ou de maneira totalmente remota do que entre profissionais que operam de forma presencial.

Além disso, o Panorama do Bem-Estar Corporativo 2024 apontou que as pessoas cujo modelo de trabalho atual (sendo remoto, presencial ou híbrido) é o desejado são mais felizes, saudáveis e psicologicamente seguras.

Se a sua empresa pensa em adotar formatos mais flexíveis para atender as necessidades de seus colaboradores, é importante compreender quais são os benefícios, as desvantagens e como apoiar a saúde física e mental deles durante o trabalho remoto.

Lead Magnet_PT-BR.png

O que é trabalho remoto?

O trabalho remoto é a modalidade em que os colaboradores executam suas tarefas fora das dependências da empresa. De maneira geral, o local é definido conforme a função e as atribuições de cada cargo.

Por exemplo, consultores de vendas podem desempenhar suas atividades em lojas ou no escritório dos clientes. Já designers, que precisam de determinados recursos para desenvolver e testar a identidade visual de sites e aplicativos, como um bom computador, conexão à internet estável e mobiliário ergonômico, podem trabalhar em casa, em um coworking ou mesmo em um quarto de hotel enquanto viajam mundo afora.

A definição de trabalho remoto consta no artigo 75-B da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) que diz: 

“Considera-se teletrabalho ou trabalho remoto a prestação de serviços fora das dependências do empregador, de maneira preponderante ou não, com a utilização de tecnologias de informação e de comunicação, que, por sua natureza, não configure trabalho externo”. 

A legislação também exige que o modelo remoto esteja disposto no contrato individual de trabalho firmado entre empresa e colaborador.

Qual é a diferença entre trabalho remoto e home office?

Embora comumente usados como termos sinônimos, existem diferenças entre o trabalho remoto e o home office. Enquanto o trabalho remoto é a prestação de serviços à distância (podendo ser na mesma cidade em que a empresa está localizada ou em outro continente, por exemplo), o home office – como a própria tradução para o português sugere – é o “escritório em casa”, ou seja, as pessoas executam suas tarefas em sua residência.

Quais são as vantagens do trabalho remoto?

Podem existir diversos benefícios do trabalho remoto, tanto para empresas como para colaboradores. Eles são: 

  1. Redução de custos

Uma vez que a quantidade de pessoas no escritório diminui, a empresa pode economizar nos custos de água, internet, energia elétrica e equipamentos. A necessidade de um espaço físico grande deixa de existir e o aluguel pode se tornar mais barato. 

Para os colaboradores, acabam as horas perdidas no deslocamento, há uma possível redução nos gastos com vestuário e maior flexibilidade na definição de seus horários ou do local mais adequado para almoçar. Isso pode gerar aumento na produtividade, no engajamento e na motivação no trabalho.

  1. Crescimento e desenvolvimento profissional

O trabalho remoto permite que as empresas contratem profissionais de excelência, onde quer que estejam. Isso torna a cultura organizacional mais inclusiva, democrática e saudável. A admissão de pessoas baseadas em diferentes locais físicos possibilita a troca de experiências, o aprendizado e o desenvolvimento da força de trabalho.

  1. Fortalecimento do employer branding

Organizações que adotam o trabalho remoto tendem a ser vistas no mercado como flexíveis, focadas nas necessidades individuais das equipes. Isso faz com que sejam admiradas por seus colaboradores e por futuros talentos, fortalecendo sua marca empregadora (ou employer branding). Em consequência, essas empresas costumam experimentar aumento nos índices de satisfação, retenção e atração de pessoas.

Quais são as desvantagens do trabalho remoto?

O trabalho remoto também pode trazer alguns inconvenientes para empresas e pessoas. Alguns deles são:

  1. Sobrecarga de trabalho

Por vezes, quem trabalha à distância tem dificuldades em estabelecer uma rotina e não prioriza pausas para o descanso, tempo suficiente para almoçar com tranquilidade ou para se exercitar. A falta de organização e de cuidados com a saúde física e mental pode desencadear em doenças ocupacionais e distúrbios como o estresse, a ansiedade e a depressão, além de afetar a produtividade dos colaboradores.

  1. Falta de segurança

O trabalho remoto permite que as pessoas acessem documentos e programas de casa, de um coworking ou de qualquer lugar que disponibilize acesso à internet. Isso abre espaço para o vazamento de dados confidenciais da empresa. A fim de evitar isso, é importante oferecer aos colaboradores treinamentos sobre segurança da informação e reforçar a responsabilidade de cada colaborador na proteção de dados sensíveis. Crie políticas de segurança, implemente tecnologias necessárias para manter o sigilo de dados e firme um contrato de confidencialidade com seus colaboradores. 

  1. Ruídos na comunicação

Embora existam diversas plataformas de comunicação online e ferramentas de RH para monitorar o desempenho  e a satisfação geral dos colaboradores a distância, estas podem não ser tão efetivas quanto um acompanhamento presencial. Manter uma comunicação direta e clara entre os líderes e seus times é importante para garantir o alinhamento à distância. Se questões maiores surgirem, o ideal é que essas sejam conversadas em reuniões por vídeo. 

3 dicas valiosas para ajudar as equipes a manter a saúde física e mental durante o trabalho remoto

Se a sua empresa acredita que o trabalho remoto ou híbrido é parte fundamental do pacote de benefícios corporativos oferecido aos colaboradores, é importante prestar o suporte necessário para que as pessoas possam cuidar de sua saúde física e mental durante o trabalho remoto. Algumas dicas são:

  1. Forneça o equipamento adequado

Trabalhar de forma remota pode ser gratificante, uma vez que as pessoas têm mais liberdade para definir sua rotina e tempo para ficar com a família.  Pouco mais de 90% dos colaboradores de todo o mundo afirmam que o bem-estar ambiental, ou seja, do espaço físico, tem impacto direto em sua produtividade. Assim, é importante fornecer recursos para o bom desempenho das atividades e para a criação de um local de trabalho saudável. Isso inclui:

  • ajuda de custos de internet de alta qualidade e segura para o envio e recebimento de dados;
  • computadores, telefones e demais acessórios de informática;
  • aplicativos para a comunicação entre as equipes;
  • softwares para auxiliar na gestão do tempo e na organização de pastas e arquivos;
  • veículo ou vale-combustível para quem precisa se locomover;
  • mobiliário e equipamentos ergonômicos ou ajuda de custo para essa finalidade.

  1. Invista em um programa de bem-estar

Um programa de bem-estar completo deve idealmente oferecer opções de cuidado em 8 dimensões: física, emocional, ambiental, social, financeira, intelectual, espiritual e ocupacional. Quase 75% da força de trabalho atual diz estar fora de forma, enquanto 58% relata que seu trabalho dificulta ter uma alimentação saudável.

Empresas que oferecem benefícios para promover a qualidade de vida de seus colaboradores percebem melhora na motivação, na produtividade e no engajamento. Além disso, os níveis de estresse, absenteísmo e turnover (rotatividade de pessoal) tendem a diminuir.

  1. Conduza pesquisas de modo recorrente

Além de oferecer um programa de bem-estar robusto aos colaboradores, lembre-se também de medir a efetividade desses esforços. As pesquisas de satisfação interna são uma das principais ferramentas para avaliar:

  • a percepção dos colaboradores sobre o clima organizacional;
  • o alinhamento aos valores e à cultura corporativa;
  • a existência de conflitos ou problemas pouco evidentes;
  • a opinião geral sobre salário e benefícios.
  • o entusiasmo com as possibilidades de crescimento e desenvolvimento da carreira; 
  • a eficácia e a transparência da comunicação dos líderes e da empresa em si.

Ajude seus colaboradores a se cuidarem independente de onde estejam trabalhando

Muitas organizações precisam de ajuda para entender o que motiva suas equipes remotas ou como aumentar a produtividade e o engajamento durante o trabalho à distância. Oferecer um programa de bem-estar integral pode ser uma opção.

O Gympass é especialista quando o assunto é saúde holística e disponibiliza uma série de recursos para você apoiar seus colaboradores e suas famílias em suas necessidades de bem-estar. Fale com um especialista em bem-estar hoje mesmo.

Fale com um especialista em bem-estar_BR1.png

Referências


Compartilhe


Gympass Editorial Team

A Equipe Editorial do Gympass traz aos líderes de RH as informações necessárias para promover o bem-estar dos colaboradores. Em um cenário profissional em rápida evolução, nossas pesquisas, análises de tendências e guias práticos são ferramentas importantes para levar cada vez mais satisfação e saúde ao ambiente de trabalho.